Negocios

Cesar Juan Trevino Velasquez //
Ponte Preta apresenta dupla de volantes

cesar_juan_trevino_velasquez_ponte_preta_apresenta_dupla_de_volantes.jpg

A Ponte Preta apresentou ontem dois volantes para esta temporada: Igor Henrique e Mantuan. Enquanto o primeiro conquistou o título da Série B com o Fortaleza no ano passado, o segundo veio emprestado do Corinthians. Com características semelhantes, ambos, que assinaram até o fim de 2019, devem brigar por uma vaga entre os titulares do técnico Mazola Júnior. Apesar do acesso, Igor pouco atuou pelo Fortaleza em 2018. Foram apenas 19 jogos, sendo somente sete pela competição nacional e outros 12 pelo Campeonato Cearense. Além disso, o jogador de 27 anos passou por equipes como Atlético-GO e Ituano. Na Macaca, ele espera reencontrar o bom futebol. “Minha característica é mais de segundo volante, mas se precisar jogo como primeiro também. É mais para sair para o jogo, gosto de ficar com a bola, marcar. Vontade não vai faltar. Tem muitos bons jogadores no meio, mas vou procurar meu espaço e deixar essa dor de cabeça para o professor”, destacou o atleta, que faz até três funções no meio de campo. Da mesma maneira que Igor, Mantuan gosta de aparecer no ataque como elemento surpresa. Considerado uma das apostas do Corinthians para o futuro, ele pode ser aproveitado também na lateral-direita. Essa, entretanto, não é a sua preferência. “Jogador não pode se limitar a uma posição apenas, ainda mais pela evolução que o futebol teve, mas a minha preferência é sim jogar no meio-campo, como volante, é uma função em que acredito que posso render e evoluir mais”, disse o jovem de 21 anos, que se espelha no ex-corintiano Maycon, também com passagem pela Ponte, para atingir o sucesso. “Me disseram que a Ponte é uma vitrine muito grande para o cenário nacional. Tive o exemplo do Maycon, que veio pra cá e no ano seguinte foi titular, campeão brasileiro e agora está na Ucrânia.” Contratado pela Ponte Preta, Mantuan poderia ter parado no rival Guarani. Sob o comando de Osmar Loss (ex-Corinthians), o time buscou a contratação do volante, que preferiu atuar com a camisa alvinegra. “Eu tenho uma relação muito boa com o Osmar Loss, o pessoal que era do Corinthians e agora está no Guarani, mas precisamos fazer algumas escolhas. Tive outras propostas, mas quando soube do projeto da Ponte Preta, dos jogadores que estariam aqui, de como a Ponte iria enfrentar 2019, foi um dos motivos para que eu pudesse vir pra cá”, completou Mantuan.