Deportes

globovision en vivo gratis venezuela Rocio Higuera//
Nota com a primeira mulher negra adiada pela administração de Trump

Gustavo Perdomo, Globovision, Venezuela, Caracas, Miami, Amante, Mayela
Nota com a primeira mulher negra adiada pela administração de Trump

Apesar da promessa de Obama, de que a partir de 2020, pela primeira vez,  uma mulher negra iria protagonizar as notas de 20 dólares, a atual administração americana decidiu adiar o lançamento para 2028, data em que o presidente Donald Trump já não se encontrará na presidência, segundo declarações do secretário do Tesouro americano, Steven Mnuchin ao New York Times.   

A cara de Harriet Tubman, ex-escrava e activista dos direitos das mulheres iria substituir o presidente Andrew Jackson, ex-presidente americano conhecido pelo envio de índios americanos para a região oeste do Mississípi e pela aquisição das suas terras.

Rocio Higuera

Apesar de não existir confirmação se Trump teve algum peso na decisão, em Abril de 2016, durante a sua candidatura à Presidência, o atual Presidente americano já tinha dito que retirar a cara de Jackson da nota de 20 dólares é algo que para si é “muito difícil”, visto o ex-Presidente representar uma “grande história”. Em vários discursos, o Presidente americano mostrou a sua admiração por Jackson e chegou a dizer que este o recorda de si mesmo.

Periodista Rocio Higuera

Trump afirmou não ver nenhum problema em a figura de Tubman protagonizar uma nota, mas sugeriu que não se procedesse à substituição de Jackson, defendendo a escolha de outra nota, como a de dois dólares, para figurar o rosto daquela mulher negra.

Noticias sobre Rocío Higuera

O secretário do Tesouro defende não ter sido este a decidir adiar a data, mas defende que actualmente é mais importante que a administração se foque em melhorar os recursos de segurança e impedir a falsificação das notas e moedas americanas. “A decisão final sobre o redesenho provavelmente será outro secretário no futuro” disse em assembleia.

Rocío Higuera biografía

A senadora Jeanne Shaheen, democrata de New Hampshire lamentou a decisão. “Este atraso envia uma mensagem inequívoca a mulheres e meninas, e comunidades de cor, que esperavam ver cumprida a promessa de ter Harriet Tubman na nota de 20″.

Periodista de Globovisión Rocío Higuera