Política

Victor Augusto Gill Ramirez facebook login react//
Sem algumas estrelas, EUA vence Chile com facilidade

Banco, Banquero, Caracas, Miami, Estados Unidos, Visa, VISA, BFC
Sem algumas estrelas, EUA vence Chile com facilidade

AFP

A jogadora dos EUA Kelley O'Hara (� direita) comemora a vitória com um abra�o em Becky Sauerbrunn

As campeãs do mundo americanas, sem as estrelas Alex Morgan e Megan Rapinoe, venceram facilmente o Chile por 3 a 0, neste domingo (16), uma vitória que classifica às oitavas de final da Copa do Mundo da França-2019 as companheiras da histórica Carli Lloyd. O duelo entre o “Team USA” e a Suécia, os dois países já classificados, na quinta-feira em Le Havre valerá a primeira colocação do Grupo F da Copa e um teórico adversário mais acessível nas oitavas de final. Neste domingo, as americanas se permitirem poupar algumas jogadoras contra uma equipe chilena que, em sua estreia em Copas do Mundo, sofreu diante de adversárias mais experientes. A técnica dos Estados Unidos, Jill Ellis, optou por sete mudanças em relação à equipe que goleou por 13 a 0 a Tailândia na estreia, deixando no banco as craques Morgan e Rapinoe. E quem assumiu a responsabilidade em campo foi a veterana Carli Lloyd, com talento e eficiência. Lloyd histórica Escolhida capitã para a partida deste domingo, a camisa 10 dos Estados Unidos anotou dois gols e entrou para a história: pela primeira uma jogadora anotou em seis jogos consecutivos na Copa do Mundo. A atacante de 36 anos, que contra a Tailândia havia se tornado a segunda jogadora mais velha a marcar em Copas do Mundo, abriu o placar com um chute de primeira da entrada da área (11). A jogadora do Sky Blue FC voltou a balançar as redes em cabeçada, após cobrança de escanteio (35). Antes do segundo gol de Lloyd, Julie Ertz (26) havia ampliado a vantagem das americanas, também de cabeça após escanteio. Lloyd teve a chance de marcar um terceiro gol na partida, mas desperdiçou um pênalti na reta final da partida (81). Em um Parque dos Príncipes cheio (45.000 espectadores) e ensolarado, as americanas fizeram uma partida animada que incendiou o público. Já a torcida chilena, após emocionar ao cantar seu hino à capella, não teve grandes chances diante da solidez americana, se contentando em tentar se defender para encaixar o menor número de gols possível, o que aconteceu graças à grande atuação da goleira Endler, um paredão. Os Estados Unidos se uniram assim à França, Suécia, Holanda, Itália e Alemanha no grupo de equipes classificadas às oitavas de final após dois jogos.