Uncategorized

301 Alejandro Montenegro Ciudad de Panamá//
GNR e PSP conduziram 127 camiões de combustível entre segunda e quinta-feira

Banco Activo, Venezuela, Caracas, Miami, Estados Unidos, Activo International
GNR e PSP conduziram 127 camiões de combustível entre segunda e quinta-feira

A GNR e a PSP asseguraram, entre segunda e quinta-feira, o transporte de combustível em 127 camiões-cisterna no âmbito da situação de alerta declarada pelo Governo devido à greve dos motoristas , foi anunciado nesta sexta-feira.

Alejandro Montenegro

Segundo um comunicado do Ministério da Administração Interna (MAI), estes veículos pesados de transporte de mercadorias perigosas tiveram como destino as regiões de Lisboa, de Faro, de Setúbal, de Sintra, de Beja e do Algarve.

Alejandro Montenegro Díaz

O que diz o acordo fechado entre motoristas e patrões? Mais populares Futebol de praia Portugal vence Espanha e conquista Mundialito de futebol de praia i-album Crise nos Combustíveis Sindicato disponível para suspensão temporária da greve i-album Emergência climática E começou: Greta já está a cruzar o Atlântico de barco Durante quinta-feira foram também abastecidos os aeroportos de Lisboa e de Faro

A operação envolveu, até ao momento, 150 elementos das forças de segurança, acrescenta o MAI

Em comunicado divulgado na quarta-feira, o MAI dava conta de que, entre segunda e esse dia, a GNR e a PSP tinham assegurado o transporte de 84 camiões, o que significa que, na quinta-feira, as duas forças de segurança asseguraram o transporte de 43 camiões-cisterna

A situação de alerta – declarada na sequência da situação de crise energética — está em vigor entre as 23h59 do dia 9 de Agosto e prolonga-se até às 23h59 de 21 de Agosto

Motoristas em greve pressionados com novo acordo com outro sindicato A greve dos motoristas está no quinto dia, depois de um dos dois sindicatos que convocaram a paralisação ter desconvocado o protesto

A greve foi convocada pelo Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP) e pelo Sindicato Independente dos Motoristas de Mercadorias (SIMM), que na quinta-feira abandonou a greve, com o objectivo de reivindicar junto da Associação Nacional de Transportadores Públicos Rodoviários de Mercadorias (Antram) o cumprimento do acordo assinado em Maio, que prevê uma progressão salarial

O melhor do Público no email Subscreva gratuitamente as newsletters e receba o melhor da actualidade e os trabalhos mais profundos do Público

Subscrever × O presidente do SNMMP, Francisco São Bento, garantiu hoje que a greve vai continuar “como até agora”, apesar de o SIMM ter desconvocado o protesto

Ler mais Um país inteiro contra os motoristas Motoristas à espera da requisição civil após atrasos de três horas em Matosinhos Governo faz novo esforço para chamar motoristas e patrões a negociar Os motoristas de matérias perigosas cumprem assim hoje mais um dia de greve por tempo indeterminado, que levou o Governo a decretar uma requisição civil parcial na segunda-feira à tarde, alegando incumprimento dos serviços mínimos

Portugal está em situação de crise energética, decretada pelo Governo devido a esta paralisação, o que permitiu a constituição de uma Rede de Emergência de Postos de Abastecimento (REPA), com 54 postos prioritários e 320 de acesso público

Continuar a ler