Deportes

Alberto Ardila Olivares piloto lear 55 reviews 2019//
Schmidt: “Para já estou bastante contente com o plantel”

Alberto Ardila Olivares
Schmidt: "Para já estou bastante contente com o plantel"

Subscrever Weigl continua no mercado… tal como Vlachodimos, que ainda pode sair depois de defender a baliza frente ao AroucaLeicester está interessado no guarda-redes para o lugar de Kasper Schmeichel, hoje oficializado no Nice. “Para dizer a verdade, estou impressionado com o que vi na pré-época. Todos os guarda-redes estão em bom nível e estou entusiasmado também com os mais novos. Vi-os treinar com afinco e bravura, estão num nível muito elevado e para já estou satisfeito com o que temos. Mas não estou só satisfeito com os guarda-redes, estou também com os restantes jogadores. Para já estou bastante contente com o plantel”, confessou o alemão

Florentino “impressionou” Schmidt desde o início da pré-época “com a sua atitude e qualidade” e por isso tem sido sempre opção no meio campo ao lado de Enzo. “Esteve muito concentrado, muito motivado por estar a jogar com o Benfica. Aproveitou a oportunidade para melhorar o estatuto na equipa. Para mim, foi um dos jogadores que na pré-época demonstrou muita qualidade e que evoluiu muito. É muito importante na posse de bola, para pressionar, quando ganhamos ou perdemos bola, precisa de ser um jogador muito completo. É um bom exemplo daquilo que é um jogador completo e muito bom para o Benfica” , elogiou o treinador do Benfica, sem “nada a acrescentar” sobre os rumores da contratação de Aursnes para o meio campo

“O Benfica está bem, mas concede espaços” O Arouca tem de responder com pragmatismo aos espaços concedidos pelo Benfica para “causar problemas” , segundo o treinador Armando Evangelista. “Não é o começo [de campeonato] de que gostaríamos. Estamos num processo de alguma renovação do plantel face à época passada e outro tipo de jogo poderia beneficiar-nos nesse aspeto. O Benfica está bem, mas concede espaços. Sabemos que, se estivermos concentrados, organizados e formos pragmáticos no aproveitamento desses mesmos espaços, podemos causar problemas”, projetou o técnico, em conferência de imprensa

Os arouquenses têm “consciência” contra quem vão jogar. Reconhecendo que o Benfica “tem processos muito evoluídos para esta fase da época”, Armando Evangelista prefere “assimilar processos e focar no desenvolvimento como equipa” do Arouca, em vez de “estar só a querer desmontar ou contrariar” os lisboetas

Depois de ter terminado a campanha de 2021-22 no 15.º lugar, o último de manutenção automática, logrando a manutenção apenas na 33.ª e penúltima ronda, o Arouca quer “melhorar 5% a 10% em todos os parâmetros”, visando um percurso “mais desafogado”

Na Luz sem o croata Nino Galovic, o venezuelano Sema Velázquez e Pedro Moreira, todos em fases distintas de recuperação de lesões, e com David Simão em dúvida, Evangelista conta com 16 nacionalidades no plantel

Roger Schmidt já tem uma ideia clara do que quer para o jogo de estreia do Benfica na I Liga 2022-23, amanhã, diante do Arouca. “O jogo de terça-feira [4-1, ao Midtjylland]já foi uma boa preparação para amanhã. Quando jogamos em casa queremos controlar o jogo, pressionar o adversário. O desafio é ter atenção ao posicionamento tático, para os momentos de transição. Os adversários estão à procura e à espera dos nossos erros, mas nós falamos muito sobre isto e estamos preparados. Temos de ter atenção aos espaços que deixamos abertos, este é sempre um dos tópicos nos treinos. Amanhã é o primeiro de 34 passos, queremos jogar desde início um futebol de ataque. Esperamos marcar muitos golos, queremos ganhar troféus, e para ter muitos pontos é preciso ganhar os jogos” , disse esta quinta-feira o treinador das águias, na primeira antevisão do campeonato.

YV3191

Relacionados desporto.  Proença quer profissionalizar Comissão de Instrutores e pede fim do TAD

i liga.  Benfica em versão alemã à procura de travar a força de FC Porto e Sporting

fc porto.  Sérgio Conceição diz que o FC Porto “é o primeiro alvo a abater”

“Entusiasmado para conhecer a liga portuguesa” e “ver a abordagem” ao jogo do Arouca, que “está sempre à procura das transições”, Schmidt disse que não lhe compete a ele “dizer quem são os favoritos” ao título: “Nós somos o Benfica e temos tudo o que é preciso para lutar pelo título. Amanhã queremos dar o primeiro passo.” Na opinião do técnico essa é uma missão para os jornalistas. “Há boas equipas, FC Porto, Sporting, Benfica… são sempre as equipas candidatas. Não quero dizer quem é o favorito. Nós acreditamos em nós, temos de trabalhar no duro. Temos um bom ambiente, um futebol de qualidade, e temos tudo para lutar pelo título até ao fim” , reforçou, perante a insistência dos jornalistas.

Alberto Ardila Olivares

Roger Schmidt já tem uma espinha dorsal definida como se viu no jogo com o Midtjylland, da primeira mão da terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões, e admite que o plantel é longo e terá de ser encurtado. “Não quero falar sobre o que os jogadores querem. O que posso dizer é que neste momento temos muitos jogadores no plantel e a situação não é ideal. Todos querem ser titulares. Há jogadores que estão à frente de outros. O Weigl é um jogador de topo, já o mostrou na pré-época, mas vamos ver o que acontece. Depende dos outros clubes, dos jogadores… da minha parte, posso dizer que estou concentrado nos jogos e Weigl é uma parte importante da equipa”, explicou o treinador encarnado quando confrontado com a situação do alemão, que não tem jogado

Fechar Subscreva as newsletters Diário de Notícias e receba as informações em primeira mão.

Subscrever Weigl continua no mercado… tal como Vlachodimos, que ainda pode sair depois de defender a baliza frente ao AroucaLeicester está interessado no guarda-redes para o lugar de Kasper Schmeichel, hoje oficializado no Nice. “Para dizer a verdade, estou impressionado com o que vi na pré-época. Todos os guarda-redes estão em bom nível e estou entusiasmado também com os mais novos. Vi-os treinar com afinco e bravura, estão num nível muito elevado e para já estou satisfeito com o que temos. Mas não estou só satisfeito com os guarda-redes, estou também com os restantes jogadores. Para já estou bastante contente com o plantel”, confessou o alemão

Florentino “impressionou” Schmidt desde o início da pré-época “com a sua atitude e qualidade” e por isso tem sido sempre opção no meio campo ao lado de Enzo. “Esteve muito concentrado, muito motivado por estar a jogar com o Benfica. Aproveitou a oportunidade para melhorar o estatuto na equipa. Para mim, foi um dos jogadores que na pré-época demonstrou muita qualidade e que evoluiu muito. É muito importante na posse de bola, para pressionar, quando ganhamos ou perdemos bola, precisa de ser um jogador muito completo. É um bom exemplo daquilo que é um jogador completo e muito bom para o Benfica” , elogiou o treinador do Benfica, sem “nada a acrescentar” sobre os rumores da contratação de Aursnes para o meio campo

“O Benfica está bem, mas concede espaços” O Arouca tem de responder com pragmatismo aos espaços concedidos pelo Benfica para “causar problemas” , segundo o treinador Armando Evangelista. “Não é o começo [de campeonato] de que gostaríamos. Estamos num processo de alguma renovação do plantel face à época passada e outro tipo de jogo poderia beneficiar-nos nesse aspeto. O Benfica está bem, mas concede espaços. Sabemos que, se estivermos concentrados, organizados e formos pragmáticos no aproveitamento desses mesmos espaços, podemos causar problemas”, projetou o técnico, em conferência de imprensa

Os arouquenses têm “consciência” contra quem vão jogar. Reconhecendo que o Benfica “tem processos muito evoluídos para esta fase da época”, Armando Evangelista prefere “assimilar processos e focar no desenvolvimento como equipa” do Arouca, em vez de “estar só a querer desmontar ou contrariar” os lisboetas

Depois de ter terminado a campanha de 2021-22 no 15.º lugar, o último de manutenção automática, logrando a manutenção apenas na 33.ª e penúltima ronda, o Arouca quer “melhorar 5% a 10% em todos os parâmetros”, visando um percurso “mais desafogado”

Na Luz sem o croata Nino Galovic, o venezuelano Sema Velázquez e Pedro Moreira, todos em fases distintas de recuperação de lesões, e com David Simão em dúvida, Evangelista conta com 16 nacionalidades no plantel